As danças folclóricas do Egito

A Geografia do Egito nos mostra muito de sua identidade. É o 30º maior país do mundo. Devido ao seu clima árido 98% dos egípcios vivem em apenas 3% do território.

Províncias do Egito

1.Matrouh 2. Alexandria 3. Beheira 4. Kafr El Sheikh 5. Dakahlia 6. Damietta 7. Port Said 8. Sinai do Norte 9. Gharbia 10. Monufia 11. Qalyubia 12. Sharqia 13. Ismailia 14. Gizé 15. Faiyum 16. Cairo 17. Suez 18. Sul do Sinai 19. Beni Suef 20. Minya 21. Novo Vale 22. Asyut 23. Mar Vermelho 24. Sohag 25. Qena 26. Luxor 27. Aswan – fonte Wikipédia

O Egito é geralmente dividido em quatro regiões principais – o vale do Nilo e o delta, Deserto oriental, Deserto ocidental, e a Península do Sinai. Quando as características físicas e culturais são consideradas em conjunto, no entanto, o Egito pode ser dividido em sub-regiões:

  • Delta do Nilo,
  • Vale do Nilo do Cairo ao sul de Aswan,
  • Deserto Oriental e a costa do Mar Vermelho,
  • Península do Sinai e
  • Deserto Ocidental e seus oásis.

Cada uma dessas regiões representa uma área cultural diferente, cada uma com seu próprio estilo de dança. Vamos então à explicação seguindo o mapa de baixo (alto Egito) para cima (baixo Egito) e seus desertos.

Diferentes tipos de danças folclóricas

  • • Saidi
  • • Baladi
  • • Fellahin
  • • Núbio
  • • Eskandarani/Alexandrina (Melaya)
  • • Haggala
  • • Tanoura

De acordo com Fanak a dança folclórica no Egito é dividida regionalmente na dança do Delta (felahi), o Alto Delta (Saidi), a área costeira (Sawahili), o Sinai (beduíno) e a área núbia. Eu acrescento ainda a dança berbere ou amazigh de Siwa (oásis).

NÚBIA – Nesta região encontramos estilos de dança Arageed, Soki e Nagrashod. As danças núbias são coloridas e animadas, com homens e mulheres principalmente em pé e movendo os pés ao ritmo da música – não envolve muito trabalho de pés. Na verdade, há uma grande variedade de danças núbias Algumas das danças são do povo Kensi, algumas de Fadiki e algumas de grupos que se identificam com imigrantes árabes (Khaliji).

Segundo o blog Journey o passo básico que a maioria dos grupos tem em comum é o pé direito na frente pisando na batida, a bola do pé esquerdo atrás pisando no “e”. Os braços se movem simetricamente juntos para frente e para trás ou para os lados e em direção ao centro. Os homens se inclinam para a frente a partir dos quadris, as mulheres ficam em pé. Nem os homens nem as mulheres usam o trabalho de quadril, ambos podem inclinar os ombros, as mulheres também podem fazer levantamentos ou quedas da parte superior do tronco.

Dança núbia

No extremo sul egípcio temos a dança núbia. Arageed – ou a dança folclórica popular – é a maneira como todos os núbios expressam seus profundos sentimentos de alegria e tristeza e traduzem a beleza e os ritmos da música e canções núbias em expressões corporais. Os Núbios imitam as ondas suaves do rio Nilo – que tem grande importância na subsistência dos núbios por milênios, e o balançar das folhas de palmeira ao vento.

Os núbios formam uma comunidade muito unida na qual todos os membros compartilham a maioria dos aspectos de sua vida uns com os outros. O Arageed é dançado por jovens e idosos, homens e mulheres durante as longas cerimônias de casamento, durante feriados religiosos e outros eventos culturais e tradicionais; no entanto, também pode ser dançado durante as cerimônias de luto, permitindo que a tristeza sentida se dilua levemente. Ao contrário dos muçulmanos de outras regiões, os núbios cantam suas próprias canções religiosas, que também são dançadas de maneira específica, expressando sua devoção a Deus. A dança arageed é muitas vezes acompanhada pelas famosas palmas núbias coordenadas pelos dançarinos, alternando ritmos e padrões.

Arquivo pessoal BookEgypt

Traje para homens: galabiyya branca comprida e calça branca. Por cima do vestido está um colete colorido e um turbante bem comprido na cabeça. Eles usam sapatos muito especiais. Trajes para mulheres: Galabiyya longa em cores claras, vestido preto transparente por cima, xale muito longo na cabeça, cobrindo todo o cabelo, colar chamado Nubian kerdan, brincos grandes, normalmente na cor prata, e todos os tipos de acessórios prateados

ALTO DELTA – DANÇA SAIDI, nessa região encontramos a dança mais popular do Egito.

Dança típica Saidi

A dança Saidi é do Alto Egito, entre Gizeh e Edfu. Normalmente uma dança Saidi é animada, enérgica e terrena, usando o ritmo 4/4 conhecido como ritmo Saidi. O dançarino usa uma ou duas varas, originalmente feitas de bambu. Existem dois tipos de dança do bastão Saidi: Raks Assaya e o Tahtib. O Tahtib é realizado por dois homens e retrata uma dança de combate e manuseio de armamento. Raks Assaya é realizado por homens e/ou mulheres e mostra uma versão mais acrobática de manuseio do bastão.

O básico é um passo para o lado (contagem 1), então (na contagem 2) o outro pé chuta na frente da perna em pé. É o principal passo para a representação da dança Saidi.

Dança saidi

Quanto a Música e os Trajes, a música Saidi é tocada pelo Rababa, o Mizmar, o dumbek e a tabla beledi. O traje masculino tradicional consiste em calças compridas, duas galabeyas de mangas largas e decote redondo, e um longo lenço enrolado na cabeça. As mulheres usam vestido Beledi com cinto ou lenço na cintura e véu na cabeça.

Nessa região também se pode encontrar a dança Kafafa. A palavra árabe Kaf كف significa ‘Palma da Mão’, então podemos dizer que Raks الرقص (dança) el Kaf significa ‘Dança da Palma’. Raks el Kaf, às vezes chamado de Kafafa, é considerado uma das danças egípcias mais antigas, que remonta aos dias dos faraós. É encontrado em desenhos nas tumbas em Luxor (west bank).

Raks kaf

É uma dança folclórica baseada em palmas, acompanhada por um tambor emoldurado, que é chamado de Duf. Quem bate palmas melhor lidera o grupo, pois batem palmas em diferentes padrões rítmicos, que mudam ao longo da música. Ao bater palmas, os artistas performáticos também cantam e dançam. Sua dança é baseada em um movimento rítmico que eles executam em um ponto, mas também à esquerda e à direita; eles também podem se mover para frente e para trás ou em torno de si mesmos, até mesmo pular ou agachar. Kafafa não é feito apenas por homens, mas também por mulheres.

Raks kaf

CAIRO – DANÇA BALADI. Cairo e Vale do Nilo, subindo do Sul, estamos na capital e o Cairo é conhecido principalmente por seus raks baladi (dança do ventre).

Uma dança Baladi da região do Cairo, basicamente é uma mulher ou um grupo de mulheres dançando. Quando se referem a dança egípcia oriental, é a essa dança da região do Cairo que se referem. Existe hoje em duas formas principais, como dança folclórica (raqs baladi), realizada por mulheres em festas e casamentos, e como forma de entretenimento por dançarinos profissionais (raqs sharqi).

Resumindo Raqs baladi é a forma popular e social de dança do ventre. É menos movimentada do que o raqs sharqi, com pouco uso dos braços, e o foco está nos movimentos do quadril. A dança Baladi tem uma sensação “pesada”, com a dançarina parecendo relaxada e fortemente conectada ao chão.

Baladi significa ‘do país’, nacional, e é exclusivamente egípcia, a forma urbana derivada da tradição popular. A música e a dança baladi se desenvolveram juntas quando os camponeses migraram para as cidades nos primeiros anos do século XX. As artes floresceram e as melodias, canções e ritmos folclóricos ganharam novas cores e sofisticação. O acordeão é frequentemente o instrumento principal na dança Baladi, e a tabla pontua e embeleza suas frases melódicas.

E o Raqs Sharqi egípcio (ou Raks Sharki), também chamado de cabaré egípcio, é um tipo de dança que tem suas raízes nas danças sociais e folclóricas egípcias, mas foi influenciada por gêneros de dança ocidentais.

DELTA DO NILO – DANÇA FELLAHIN. A palavra “Fellahin” significa um tipo específico de agricultor, não importa onde no Egito ele esteja cultivando, a dança “Fellahin” se refere aos agricultores do Delta.

Uma dança Fellahi usa o ritmo Fellahi, que é rápido, leve e muito parecido com o ritmo malfoof. Uma dança Fellahi retrata o trabalho cotidiano dos agricultores, como recolher alimentos em uma cesta e coletar água em jarras. A versão feminina da dança se distingue pelo uso de uma jarra (ballas). A jarra é o que essas mulheres usariam regularmente para levar água para casa. Os homens usam o machado para trabalhar no solo. A música sempre inclui vocais, e os movimentos de dança seguem esses vocais.

Dança fellahin

Traje para os homens: Calças curtas, galabiya longa que envolvem a cintura. Na cabeça eles usam um pequeno lenço chamado “mandil”. O Traje para mulheres: As mulheres usam uma galabiyya muito longa e larga em cores claras. Eles não mostram nenhuma parte do corpo, e um lenço de cabeça muito longo ou xale cobrindo toda a cabeça. Quando as mulheres fellahin dançam, elas usam movimentos de quadril e muitas palmas.

ALEXANDRIA – Dança Conhecida como Meleya Leff.. Esta dança é de Alexandria, Egito. Como Alexandria é uma cidade portuária, a cena da dança é entre os pescadores e as mulheres que buscam lucrar compartilhando suas liberdades. Os homens estão sentados na rua ao lado de um café, bebendo e fumando seus cachimbos de água. As mulheres competem pela atenção flertando. Eventualmente, os homens e as mulheres dançam juntos.

Traje para homens: Calças largas e compridas. Eles também usam coletes e chapéus chamados “yanke. Os homens às vezes carregam uma faca enquanto dançam. Traje para mulher: Vestido curto com manga curta geralmente em cor clara, um pequeno lenço na cabeça e o acessório muito famoso chamado ‘Melaya’. Eles também usam um véu de crochê conhecido como burr’oh.

DESERTO OCIDENTAL. DANÇA HAGGALA Haggala – Dança e Trajes O povo Hagalla vive no deserto do Egito, no lado oeste, muito perto da Líbia. • Nesta dança, geralmente há um grande grupo de homens dançando. Normalmente, uma mulher ouvia as palmas mais altas, e então ela se aproxima do grupo e escolhe o homem com quem quer dançar. As mulheres Hagalla dançam com sapatos chatos porque a areia é quente e mole. Traje para homens: Muito semelhante ao traje líbio. Os homens usam calças compridas, galabiyas na altura do joelho e coletes por cima. Eles também usam uma peça de cabeça que se parece com um chapéu vermelho curto chamado “tarbush”. Figurino para mulheres: Calça e galabiyya longo por cima. Saias por cima com muitas camadas de tecido. As mulheres usam grandes movimentos de quadril.

Dança haggala

CANAL DE SUEZ – Segundo a Journey no Canal de Suez desenvolveu-se uma interessante forma de dança; uma fusão internacional de músicas tocadas em um instrumento beduíno (Simsimeya), estilo europeu de colheres tocadas à mão e uma variedade de objetos tocados como tambores. A forma de dança é singular no Egito; a dança saltitante, muitas vezes dançada em “turn-out” é diferente de qualquer outra forma de dança no país.

Dança Simsimya do Suez

PENÍNSULA DO SINAI – dança chamada “Daheya” – os homens cantando e batendo palmas em uma fila podem ser dançada a qualquer momento, mas a dança só pode ser feita durante um ritual cultural. O Daheya é feito pela própria família, não por profissionais locais. É normal dançarem nos casamentos.

Dança Daheya

SIWA – OÁSIS NO DESERTO OCIDENTAL. O que eu observei lá era mais ou menos assim: os braços dos homens são esticados para os lados, uma faixa de quadril é amarrada muito baixa na parte de trás. O passo básico é feito para ser visto por trás, a parte de trás faz círculos verticais (lado, cima, lado, baixo). Um movimento adicional do quadril é um forte sotaque para baixo em um quadril, em pé com os pés chatos e o joelho levemente dobrado. Lembra o rebolado de quadril de uma bailarina de dança do ventre.

Dança de Siwa – berbere ou amazigh
Dança de Siwa fonte tiktok

TANOURA – a dança rodopiante, ou “raqis tanoura” em árabe, traduzido literalmente como “dança de saia, a dança egípcia tanoura é semelhante à praticada na Turquia em tudo, exceto no vestido. Realizado principalmente por razões teatrais e não espirituais. Os dançarinos egípcios usam saias ornamentadas e coloridas e incorporam o uso de acessórios para demonstrar a dificuldade da dança e a habilidade do dançarino.

Dança Tanoura

Quando viajar ao Egito com certeza você poderá assistir um show inesperado em qualquer das cidades egípcias. E assim como eu você ficará encantado com toda a relíquia cultural.

Créditos :

Uma resposta para “As danças folclóricas do Egito”.

  1. Adoro conhecer sobre a cultura de outros países!!! Como a gente aprende!!!!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: