Aumento de divórcios no Egito?

Dr. Hussein Abdel Aziz, conselheiro do chefe da Agência Central de Mobilização Pública e Estatística, disse em TV (Canal DMC) que as taxas de divórcio no Egito aumentaram cerca de 32.000 durante o ano de 2021, em comparação com 2020. Mas que tal fato ainda não é preocupante. De 876.000 casamentos, 25.000 se divorciar am no 1o ano de casamento. Ele explica que a esperança de vida aumentou e que há sazonalidade nos nascimentos, que aumenta a partir de primeiro de julho até primeiro de setembro e outubro, ou seja no verão há uma maior taxa de natalidade.

As províncias do Alto Egito (Sul) foram as mais altas em relação à taxa de natalidade, e que a província de Port Said é a menor em comparação com outras províncias, enquanto Matrouh (onde moro) registrou altas taxas de reprodução.🤭

Nas zonas rurais são realizados maior número de casamento, e a idade média dos noivos é bem menor que nas cidades. Afinal na cidade os jovens têm mais ocupação/entretenimento…

Outro fato é o nível educacional, onde se verifica o grupo de taxas mais baixas. Estudar é o caminho!

A faixa etária que mais efectuou casamento foi de 20 a 25 anos. Nas zonas rurais chegam a casar antes da idade permitida por lei, aos 18 anos.

Na região de Matrouh onde a maioria é beduina, aos 16 anos os noivo já está sendo consultado para aos 17 oficializaram a cerimônia.

Mas as maiores taxas de divórcio concentraram-se principalmente na faixa etária de 30 e menos de 35 anos.

O casamento é um dos relacionamentos onde temos mais desafios. Samah S., membro do Mawada, (um projeto do Ministério da Solidariedade Social), disse ao Ahramonline: “A crítica é um dos elementos centrais que pode afetar negativamente a comunicação entre um marido e uma esposa, e pode criar sentimentos profundos e prejudiciais. A incapacidade de se desculpar é outro fator que pode prejudicar a comunicação”.

Mas qual a razão para tantos divórcios no Egito? Alguns referem que uma razão proeminente para o divórcio precoce é a infidelidade repetida dos homens. A exposição a redes sociais e sites pornográficos durante os últimos 10 anos, em particular, levou a um estado de insatisfação com as verdadeiras “noivas”, pois elas não se parecem com o que os homens veem online.

Outra razão seria que a alegria do relacionamento conjugal desaparece como resultado do choque após o primeiro ano. Juntando a essa, difíceis circunstâncias financeiras e econômicas e a incapacidade de assumir responsabilidades.

O mais perigoso motivo, é pela intervenção dos pais e familiares na vida dos recém-casado, a meu ver. Isso é comum aqui. Ir para finalizar seria as escolhas feitas pelos pais, ou seja o tal casamento arranjado, que exerce uma certa pressão em que os noivos não querem ir contra a vontade dos progenitores não diz respeitá-los fazendo com que se casem muitas vezes sem sentimento e sem qualquer contato antecipado.

Uma comunicação inexistente ou precária também é um problema. A crítica pode afetar negativamente a comunicação entre um marido e uma esposa, e pode criar sentimentos profundos e prejudiciais. A incapacidade de se desculpar é outro fator que pode prejudicar a comunicação.

Alguns se casam para escapar das pressões familiares ou porque chegaram aos 30 anos e ainda não se casaram. A maneira como a sociedade egípcia aborda o casamento, também está bastante desatualizada, já que para alguns casamentos arranjados e casar com parentes são o único meio de conseguir um parceiro para a vida toda.

Isso serve para entender o porquê muitos egípcios estão buscando casamentos com estrangeiras.

Com cuidado vem a segurança, e com velocidade vem o arrependimento. Provérbio egípcio.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: